Blog Bocayuva Advogados

Blog Bocayuva Advogados | Advocacia que atua a favor do empresario em ações tributárias, previdência, assessoria e assistência jurídica em Brasília.

(61) 3032-8936 / 3032-8933

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Boas práticas de gestão em escritórios de advocacia

6 minutos para ler

Com mais de 1 milhão de advogados no Brasil, os profissionais da área que desejam montar (e manter) um escritório de advocacia precisam de estratégias para se destacar e ter sucesso perante a concorrência acirrada do mercado.  

Para isso, não basta apenas o conhecimento jurídico adquirido durante a faculdade, é preciso ter conhecimentos sobre administração e gestão empresarial, e saber aplicá-las ao escritório a fim de  implementar boas práticas de gestão.  

Segundo o CNJ, uma boa prática pode ser definida como atividades desenhadas para atingir um resultado desejado, utilizando um conjunto de ações comprovadas, recomendadas e aprovadas. Estas devem ser consistentes, replicáveis e adaptáveis a novas situações, recursos e metodologia.  

A aplicação de boas práticas de gestão nos escritórios melhora a produtividade e traz vantagem competitiva, levando ao sucesso do negócio. Veja a seguir algumas sugestões de boas práticas para implementar em seu escritório.  

Planejamento 

O planejamento é essencial para uma boa gestão e envolve os níveis: planejamento estratégico, tático e operacional. 

O planejamento estratégico é o nível mais a longo prazo, geralmente objetivos para 1 a 3 anos, e na empresa como um todo. Deve refletir a missão, visão, valores da empresa, ou seja, tranformar a essencia da empresa e sua razão de existir em um plano executável, trangibilizando. Envolve definir objetivos e indicadores para mensurar sua realização para o ano, biênio ou triênio.  

O planejamento tático mensura o objetivo a médio prazo e pode ser destrinchado por setores da empresa. Pensando nos objetivos a longo prazo, deve-se trangibiliza-los em períodos menores para atingí-los constantemente e não acumular ou esquecer até o fim do período. Pode ser em períodos trimestrais, semestrais ou outros. 

Por fim o planejamento operacional no cotidiano, foco no curto prazo, é o que será realizado a cada dia para atingir o objetivo maior no final. Nesse nível, além de separar por setores da empresa pode aplicar individualmente por colaborador. 

Controle financeiro  

Como em qualquer outro negócio que visa lucro, é preciso gerir o fluxo de caixa do escritório, os ganhos, despesas, investimentos, etc. Para isso, pode se valer do auxílio de um contador ou até mesmo de softwares que auxiliam nessa tarefa.  

É preciso ter bastante atenção a esse aspecto, dado a variação nos ganhos que é típica da atividade.  

Escolhendo o segmento: Especializar ou generalizar 

É comum que ao iniciar sua trajetória, o advogado aceite qualquer causa que apareça, uma vez que ainda  não está firmado e precisa fazer sua clientela. 

Entretanto, é importante buscar se especializar em um segmento específico. Não é possível saber tudo sobre todas as áreas do direito e, consequentemente, ao se dedicar a uma especialidade, o advogado conseguirá prestar uma melhor assistência jurídica, trazendo mais credibilidade ao escritório e consequentemente, mais clientes.  

Para escolher o melhor ramo a seguir, não caia no erro de “seguir a manada”,  verifique as tendências de mercado e procure por áreas em ascensão, como as áreas de compliance e direito digital. Também é relevante levar em conta as características do local em que se estabelecerá o negócio. Por exemplo, uma região em que o pólo industrial é mais proeminente, necessita de mais profissionais especializado na área de direito empresarial, industrial e até internacional (no caso das multinacionais), já Brasília, por exemplo, em que se concentra grande parte do órgãos do poder público, tem mais necessidade de profissionais especializados em direito público.  

Outrossim, é interessante formar  parcerias com profissionais especializados em áreas do direito diversas da sua. Assim, o escritório poderá diversificar as áreas de atuação, sem perder em especialização.  

Utilizando a tecnologia para uma gestão eficiente 

A tecnologia é uma grande aliada na hora de aumentar a produtividade do escritório. Desde a utilização do google agenda até softwares especializados, buscar soluções tecnológicas para automatizar e/ou facilitar certas atividades pode ser um grande diferencial da empresa, aumentando a produtividade da empresa.  

Algumas tarefas diárias do escritório, como alimentar planilhas e verificar processos, podem ser automatizadas por meio de softwares jurídicos, por exemplo, que notificam por e-mail ou telefone toda vez que há uma nova intimação. Assim, o tempo que o advogado passaria realizando essas tarefas, poderá se dedicar a outras atividades mais relevantes.  

Além disso, a tecnologia pode ser uma ferramenta para melhorar a experiência do cliente, conectando este ao serviço que deseja, seja uma reunião com advogado ou saber o andamento processual.  

Um bom exemplo disso é o  Portal Bocayuva, o escritório virtual em que o cliente pode acessar alguns serviços sem precisar se deslocar, apenas acessando o site pelo computador ou smartphone.  

Uma boa cultura organizacional  

Cultura organizacional é o conjunto de hábitos, princípios, métodos e comportamentos dos colaboradores no ambiente da empresa, sendo a forma como o escritório, na pessoa de seus colaboradores, se comporta nas relações internas e perante a sociedade. Prestar atenção à cultura organizacional é essencial, uma vez que impactará na performance e reputação do escritório.  

Todo empreendimento possui uma cultura organizacional, que se constrói naturalmente. Um escritório com uma boa prática de gestão irá analisar a dinâmica que ocorre naturalmente, elaborar estratégias e políticas para corrigir erros e premiar as atitudes construtivas.  

A implementação de uma boa cultura organizacional aumenta a produtividade, ao criar um ambiente harmônico. Além disso, implementar políticas de boa organização voltadas ao melhor atendimento, melhora a reputação do escritório e fideliza os clientes.  

Conhecimento na área 

Estudar gestão empresarial e se atualizar com frequancia é importante para os gestores, além disso, com crescimento do escritório é interessante pensar em contratar pessoas com especialização no assunto para auxiliar no planejamento e cuidar do gerenciamento das atividades, focando no crescimento do negócio, aumento da lucratividade e produtividade dos colaboradores como admnistradores, engenheiros de produção (como é o caso do escritório Bocayuva), psicologos organizacinais, gestores de RH, entre outros. 

Conclusão 

Um escritório de advocacia é, além de tudo, um negócio e o advogado, a certo modo, um empresário que deve aprender a gerir sua atividade se quiser ter sucesso no empreendimento. Para isso,  a aplicação de boas práticas de gestão será de grande valia, garantindo maior estabilidade, credibilidade e lucro ao negócio.  

Você também pode gostar

Deixe um comentário

-
Tamanho da Fonte
Modo de Contraste