Blog Bocayuva Advogados

Blog Bocayuva Advogados | Advocacia que atua a favor do empresario em ações tributárias, previdência, assessoria e assistência jurídica em Brasília.

(61) 3032-8936 / 3032-8933

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

 Entenda o que é elisão fiscal e como aproveitá-la!

4 minutos para ler

A alta carga tributária que incide sobre as empresas costuma ser um obstáculo para o desenvolvimento de muitos negócios. A grande quantidade de impostos e taxas a serem pagas acabam trazendo muitos gastos para os gestores e inviabilizando o pleno crescimento das operações.

Contudo, nem tudo está perdido. É possível reorganizar essa questão tributária por meio da elisão fiscal. Trata-se de um instituto jurídico que veio para facilitar a gestão fiscal e permitir que o empresário possa pagar todos os tributos devidos pela lei, sem que isso afete o orçamento da empresa.

Ficou curioso para saber como otimizar a situação financeira e tributária da sua empresa? Então, acompanhe a leitura. Neste artigo, você vai conhecer as principais questões envolvendo a elisão fiscal nas empresas. Confira!

O que é elisão fiscal?

A elisão fiscal consiste em um planejamento tributário que abrange um conjunto de métodos e estratégias com o objetivo de diminuir o valor dos tributos que são pagos pelas empresas. Trata-se de uma verdadeira fonte de economia que se baseia na lei para efetuar a reorganização do pagamento de impostos, taxas e contribuições.

Como funciona a elisão fiscal?

Esse planejamento funciona por meio da prática contábil e financeira, que tem o intuito de fazer a adequação da empresa de acordo com o formato tributário que seja mais vantajoso para os negócios. O método se divide em duas modalidades:

  • elisão induzida: são os incentivos legais, como as isenções (isenção de Incentivo à Inovação Tecnológica, por exemplo);
  • elisão por lacuna: são proveitos resultantes de omissões na lei, como a não incidência de tributos sobre determinado produto.

Nesse sentido, a empresa é estruturada da forma mais cabível e inteligente, a fim realizar a distribuição dos recursos e definir o pagamento de tributos como for mais favorável para ela.

Como uma empresa pode participar da elisão fiscal?

Faça um bom planejamento tributário

O planejamento tributário requer o levantamento de alguns fatores, como:

  • estimativa de faturamento da empresa;
  • definição da receita bruta;
  • previsão de despesas de caráter operacional;
  • contabilização da margem de lucro;
  • valor despendido com pagamento de empregados.

Essas informações são essenciais para direcionar o gestor de maneira a escolher o enquadramento tributário mais adequado para a empresa. Assim, no enquadramento perfeito, a empresa cumpre com suas obrigações fiscais em custo mínimo.

Conte com um profissional especializado

Considere a ideia de contratar um advogado ou contador capacitado para elaborar um bom planejamento tributário. Somente um profissional competente pode reunir o conhecimento aprofundando sobre as práticas fiscais a fim de determinar a melhor estratégia para sua empresa.

Defina o Regime Tributário

Existem três modalidades de Regime Tributário:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Presumido;
  • Lucro Real.

Esses sistemas são responsáveis por regulamentar as regras de tributação para Pessoa Jurídica no que se refere ao Imposto de Renda e à Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido. A definição do Regime Tributário mais adequado é a melhor forma de organizar uma gestão tributária eficaz.

Neste artigo, você conheceu uma estratégia muito eficiente e que traz diversos benefícios para a sua empresa. Esse instituto jurídico tributário tem a capacidade de otimizar as operações e potencializar os resultados da sua empresa.

Quer alavancar os seus ganhos? Então, implemente um programa de elisão fiscal nos seus negócios! Entre em contato com o escritório Bocayuva Advogados e saiba mais sobre o assunto!

Você também pode gostar
-
Tamanho da Fonte
Modo de Contraste